Um balaio na comunidade de Torrões, zona Rural do município de Luís Correia, se tornou um dos trechos mais complicados da prova de carros 4x4 e UTVs. A maioria dos atletas se perdeu nas referências e acabou se atrasando nesta etapa. Para aumentar ainda mais o grau de dificuldade uma chuva diminuiu a visibilidade dos pilotos e desacelerou alguns. Os UTVs ficaram entre os que mais de perderam neste trecho. 

 

 

 O penúltimo dia de provas da competição largou de Viçosa do Ceará e a largada ganhou o charme especial da Serra da Ibiapaba. Logo no início os competidores enfrentaram as trilhas de piçarra e passagens molhadas que trouxeram até o litoral do Piauí. Foram 201 km divididos em seis horas de competição onde foi cobrado um nível técnico avançado e muita atenção a navegação.

 

 

Câmera nos UTVs

 

 

No site do Cerapió você pode conferir com exclusividade um pouco da visão que um piloto de UTV tem de dentro do veículo. Isso só foi possível graças a câmeras acopladas ao capacete dos pilotos. Nas imagens é possível observar alguns trechos pelos quais os competidores passaram na prova desta terça-feira, que para a direção de provas pode ajudar a definir a vitória do rally.

 

 

 

Rayldo Pereira

Aldeiacom

Notícias mais recentes

01/02/2020
Confira quem são os campeões nos carros, quadriciclos e UTVs do Rally Cerapió 2020
01/02/2020
Rally Cerapió define campeões das motos na 33ª edição da competição
01/02/2020
Conheça os campeões da prova de bikes do Rally Cerapió 2020
30/01/2020
Atletas vencem cansaço no terceiro da prova de bikes do Cerapió 2020
30/01/2020
Equilíbrio marca disputas dos UTVs, quadriciclos e carros no Rally Cerapió 2020