Com exatos 189 Km para carros, quadriciclos e motos da categoria rally, este será o primeiro dia de prova do maior rally de regularidade do país, o Cerapió 2012 – 25 anos. A 1ª e 2ª etapas, como é dividida a prova por dia, serão realizadas no dia 24 de janeiro, com partida inicial do Complexo Centro Dragão do Mar, na praia de Iracema, Fortaleza, Ceará.

A principal característica das duas etapas iniciais é de um dia bastante técnico, no qual a navegação será exigida das equipes, que precisarão de muita atenção para conquistar bons resultados. A 1ª etapa, na parte da manhã, mesclará trechos com estradinhas de areia e muitos laços ou balaios, como nunca houve em nenhuma outra edição do Cerapió/Piocerá. “Uma etapa para ficar na memória. Logo nos cinco minutos de prova, tem um balaio de uns cinco quilômetros e logo depois entra em outro gigante de 18 quilômetros, para ativar a adrenalina”, destacou o diretor geral do evento, Ehrlich Cordão. O encerramento daetapa será na localidade Lagoa Seca, com 94 Km percorridos em 2h30 de prova. A 2ª etapa começa por volta de 12 horas, a 8 Km do município de Paraipaba, com um grande balaio dentro de uma plantação de coqueiros; de , a prova segue para Lagoinha, distrito de Paraipaba, um dos cartões postais do Ceará, até a Lagoa das Almécegas, onde haverá um neutralizado de 10 minutos. Belezas naturais e muita técnica tornam o dia especial, digno de campeonato brasileiro, que o Cerapió abre as disputas pelo título nacional entre os carros e quadriciclos. A chegada será no Pólo de Lazer da Lagoa, em Trairi.

O 2º dia do Cerapió, no dia 25 de janeiro, a prova terá largada de Trairi e chegada em Sobral, Ceará. Serão 217 Km para carros, quadriciclos e moto rally e 231 Km para as motos das demais categorias. Dia marcado por muitas estradinhas de terra e areia até a cidade de Tururu. Entre Tururu e Uruburetama, o destaque será a Subida do Pau Alto, uma serra onde somente as motos passarão, atingindo mais de 800 metros de altitude, um trecho alucinante com muita vereda, subida e descida, totalmente travado e com médias baixas, devido às dificuldades de terreno; depois mais descida radical. A 3ª etapa termina em Itapipoca, com 114 km percorridos para as motos e 100 Km para carros, quadriciclos e moto rally. Naetapa do dia predominará um balaio na saída de Itapipoca, dentro de um loteamento; um trecho de muita navegação com quase 40 minutos de muito off-road para todas as modalidades. “Nesse ponto do final da etapa, resgatamos a história do rally, revivendo estradinhas de cascalho, sempre margeando a linha férrea, que liga Sobral a Fortaleza”, destacou o diretor da prova, o piloto baiano do Rádio. Estaetapa terá mais 117 Km para todas as modalidades. A chegada será no Parque Lagoa da Fazenda, em Sobral.

O 3º dia de competição, 26 de janeiro, adentra o sertão do Ceará e do Piauí. A prova terá largada de Sobral e tem chegada em Pedro II, nas serras piauienses. Serão 269 Km para carros, quadriciclos e moto rally e 245 Km para as motos das demais categorias. A largada daetapa será às 7 horas da manhã. A saída será pelas serras do Jordão, onde carros e quadriciclos tomam rumos diferentes das motos. A 6ª etapa começa na cidade de Ibiapina, com predomínio de muita estrada de terra e cascalho até Domingos Mourão, em solo piauiense. Destaque para a localidade Batalha, a uns 15 Km de Domingos Mourão,  em um terreno de 16 Km de muita areia, que mais lembra os Lençóis Maranhenses. Para encerrar o dia, mais navegação por laços e estradinhas de cascalhos e pedras soltas, em direção ao Morro do Gritador, pela serra Subida do Caranguejo. A chegada será na Praça Domingos Mourão Filho

O4º e último dia tem largadade Pedro II, sendo o dia mais longo da competição, com 270 Km para carros, quadriciclos e moto rally e 262 Km para as demais categorias das motos. “Muitas surpresas aguardam os competidores neste dia, numa prova digna de campeonato brasileiro, onde a perícia será testada do início ao fim, um dia para decidir os campeões dos 25 anos do Cerapió”, destacou do Rádio. Outro destaque é na Lagoa do Sucuruju, na região de Pedro II, uma trilha por onde passou o Piocerá de 1989. Também neste ponto acontece o projeto social do evento, com consultas gratuitas feitas por oftalmologistas da Ótica Jockey, de Teresina-PI, à população carente. Para finalizar, trilhas e estradinhas até a Fazenda Carirezinho, onde a partir daí a prova segue 8 km pela BR 343 até Altos, passa pela localidade Zuldão, pelo Castelo do Ogê, e depois pela localidade chamada Bom Gosto, onde haverá um deslocamento até a Ponte Estaiada, na zona leste de Teresina. O dia terá 7h12 para motos e 7h47 para os carros, quadriclos e categoria moto rally.

Aldeia Com.

Notícias mais recentes

29/06/2020
Mulheres dominam Live exclusiva para elas do Rally Piocerá/Cerapió
22/06/2020
Conversa de campeões marca Live com o pessoal dos carros e UTVs do Rally Piocerá/Cerapió
15/06/2020
Terceira Live do Rally Piocerá/Cerapió reúne integrantes das motos e quadriciclos
05/06/2020
Bate-papo com galera das bikes agita os canais do Rally Piocerá/Cerapió
26/05/2020
Rally Piocerá lança 34ª edição para 2021 entre Piauí e Ceará