No ato da inscrição, os competidores do Cerapió doam cestas básicas que serão revertidas ao Rotary Clube Fortaleza. Muitos atletas doam mais de uma cesta e, com isso, centenas delas são arrecadadas. Sílvio Goyano, piloto da equipe de UTV em Fortaleza, a Terrabella Racing e o navegador Robeldo Nicolleti, além da cesta do time, trouxeram mais 30 para serem doadas nos municípios por onde o rally vai passar.

Sílvio Goyano conta que corre em rally de velocidade, mas o patrocinador Can-Am, orientou que eles participacem do Cerapió devido a grande visibilidade do evento na mídia e entre os atletas. “Esta é a 10ª vez que participamos do rally e estamos muito felizes por participar novamente”.

A expectativa da organização é de que pelos menos 400 cestas sejam arrecadadas com as doações. “Todos os pilotos entregam as cestas e muitos delas doam até duas”, disse Aírton Senna, da organização do evento.

O Cerapió também reunirá cultural e literatura. Este ano a Unidade BiblioSESC estará presente na comunidade Parque José Estevão, zona rural de Parnaíba, no litoral piauiense, município que faz parte do percurso da caravana do rally, durante todo o dia 31 de janeiro. A BiblioSESC consiste num caminhão de carga com baú adaptado para a estrutura padrão da biblioteca móvel do Sesc.

 

Cintia Lucas

 

Aldeia Com.

Notícias mais recentes

26/05/2020
Rally Piocerá lança 34ª edição para 2021 entre Piauí e Ceará
22/05/2020
É hoje o lançamento oficial da 34ª edição do Rally Piocerá.
01/02/2020
Confira quem são os campeões nos carros, quadriciclos e UTVs do Rally Cerapió 2020
01/02/2020
Rally Cerapió define campeões das motos na 33ª edição da competição
01/02/2020
Conheça os campeões da prova de bikes do Rally Cerapió 2020