Ele tem o DNA da velocidade no sangue. Daniel Serra, filho do super campeão Chico Serra, atualmente é piloto da equipe Red Bull na Stock Car. Na 25º edição do CERAPIÓ, ele recebeu o desafio de pilotar um carro de rally, e em prova de regularidade.

O convite foi feito pela Rede Globo de Televisão, que há mais de 3 anos vem participando do rally, como competidores e também imprensa. Daniel Serra pilotou um Amarok, da fabricadora Volksvagen, na categoria Expedição.

Segundo o piloto paulista, a participação no maior rally de regularidade na América Latina foi um experiência única, e que lhe deu bastantes ensinamentos para usar no turismo.  “Foi muito legal. Eu não fazia ideia como era uma prova de regularidade. No começo apanhei um pouco, porque tem que ter muita atenção na planilha e fazer o trajeto certo. É uma categoria muito técnica, e que precisa de muita atenção”, afirmou.

Ele revela ainda, que ficou impressionado com a diversidade de biomas e estilos de trilha durante prova. “O nordeste brasileiro é muito rico. E nessas trilhas entre o Ceará e Piauí pude perceber isso de perto. Tinha praia, serra, areia batida, mata fechada e muito mais”, comentou.

Serra em dois dias de competição teve problemas com pneu furado, mas confessa que deu para se divertir e promete voltar mais vezes. “ Quero aproveitar mais o que essa categoria tem a oferecer. E o evento tem tudo para se tornar ainda mais profissional do que já é. Prova disso, que a CBA, já o homologou como etapa do Campeonato Brasileiro de 4x4”, disse.

Daniel Serra começou no kart aos 14 anos, após receber a autorização do pai. Competiu na Fórmula Renault Brasileira ao lado de Marcos Gomes (acabou levando o vice com três vitórias e quatro poles) e na Fórmula Renault Europeia (a falta de patrocínio o fez voltar para o Brasil). Na Stock Car Light, o vice campeonato abriu-lhe as portas para a Stock Car. Em sua estreia, pela equipe brasiliense Amir Nasr, marcou a pole e terminou o campeonato como oitavo colocado. Em 2009, integra a equipe de Andreas Mattheis como parceiro de Cacá Bueno. Em 20 de setembro de 2009 conquistou sua primeira vitória na Stock Car.Ele tem o DNA da velocidade no sangue. Daniel Serra, filho do super campeão Chico Serra, atualmente é piloto da equipe Red Bull na Stock Car. Na 25º edição do CERAPIÓ, ele recebeu o desafio de pilotar um carro de rally, e em prova de regularidade.

O convite foi feito pela Rede Globo de Televisão, que há mais de 3 anos vem participando do rally, como competidores e também imprensa. Daniel Serra pilotou um Amarok, da fabricadora Volksvagen.

Segundo o piloto paulista, a participação no maior rally de regularidade na América Latina foi uma experiência única, e que lhe deu bastantes ensinamentos para usar no turismo.  “Foi muito legal. Eu não fazia ideia como era uma prova de regularidade. No começo apanhei um pouco, porque tem que ter muita atenção na planilha e fazer o trajeto certo. É uma categoria muito técnica, e que precisa de muita atenção”, afirmou.

Ele revela ainda, que ficou impressionado com a diversidade de biomas e estilos de trilha durante prova. “O nordeste brasileiro é muito rico. E nessas trilhas entre o Ceará e Piauí pude perceber isso de perto. Tinha praia, serra, areia batida, mata fechada e muito mais”, comentou.

Serra em dois dias de competição teve problemas com pneu furado, mas confessa que deu para se divertir e promete voltar mais vezes. “ Quero aproveitar mais o que essa categoria tem a oferecer. E o evento tem tudo para se tornar ainda mais profissional do que já é. Prova disso, que a CBA, já o homologou como etapa do Campeonato Brasileiro de 4x4”, disse.

Daniel Serra começou no kart aos 14 anos, após receber a autorização do pai. Competiu na Fórmula Renault Brasileira ao lado de Marcos Gomes (acabou levando o vice com três vitórias e quatro poles) e na Fórmula Renault Europeia (a falta de patrocínio o fez voltar para o Brasil). Na Stock Car Light, o vice campeonato abriu-lhe as portas para a Stock Car. Em sua estreia, pela equipe brasiliense Amir Nasr, marcou a pole e terminou o campeonato como oitavo colocado. Em 2009, integra a equipe de Andreas Mattheis como parceiro de Cacá Bueno. Em 20 de setembro de 2009 conquistou sua primeira vitória na Stock Car.

Patrício Lima

Aldeia Com.

Notícias mais recentes

29/06/2020
Mulheres dominam Live exclusiva para elas do Rally Piocerá/Cerapió
22/06/2020
Conversa de campeões marca Live com o pessoal dos carros e UTVs do Rally Piocerá/Cerapió
15/06/2020
Terceira Live do Rally Piocerá/Cerapió reúne integrantes das motos e quadriciclos
05/06/2020
Bate-papo com galera das bikes agita os canais do Rally Piocerá/Cerapió
26/05/2020
Rally Piocerá lança 34ª edição para 2021 entre Piauí e Ceará