Levar cidadania a pessoas praticamente deixadas ao esquecimento é motivo de orgulho para aqueles que buscam, através de iniciativas simples e de boa vontade, ajudar ao próximo. O Rally Piocerá - Cerapió desde sua primeira edição mantém ações sociais atrelado à competição. Para o Piocerá 2013, a organização voltará com o projeto social “De olho na Trilha” é uma ação que envolve uma equipe multidisciplinar, com a participação de médicos oftalmologistas prontos para atender pessoas com dificuldade de acesso aos centros médicos e por isso sofrem com algum tipo de problema relacionado à visão. O projeto é uma iniciativa da Óptica Jockey, situada em Teresina, Piauí, ponto de partida do rali.

No Rally Cerapió deste ano, a ação social ocorreu em duas etapas. A primeira, durante o rally, duas equipes com quatro médicos e auxiliares fizeram uma triagem e seleção das pessoas a serem atendidas nos dois dias da ação. Os povoados assistidos foram Serra dos Matões e Sucuruju, no município de Pedro II, Piauí. Para o Piocerá 2013, as comunidades ainda serão escolhidas.

Delfino Neto, proprietário da ótica, disse que ficou impressionado com o número de pessoas que nunca tiveram acesso a uma consulta com um oftalmologista. “Como uma paciente, com 57 anos, que precisava de óculos, pois estava presbita (dificuldade de enxergar de perto) e não tinha perspectiva mais de ter sua visão restabelecida. Agora ela consegue ter uma vida melhor”, disse. O coordenador da ação informou que foram realizadas 130 refrações com a doação de 90 óculos, entre progressivos, bifocais e visão simples, com doação de armações do portfólio das lojas da Óptica Jockey. Foram feitas 70 refrações pela equipe I, entre homens, mulheres e crianças. As refrações foram realizadas pelo Dr. Valério, de Teresina. Na Equipe II 60 refrações foram realizadas entre homens, mulheres e crianças, pelo Dr. Caio, de Teresina.

Posteriormente ao trabalho das equipes médicas na trilha do Cerapió, o trabalho continuou com a entrega dos óculos gratuitamente às pessoas. “Fizemos questão de ir às duas comunidades para fazer o ajuste dos óculos. Para o Rally Piocerá vamos novamente estar presentes levando de dois a quatro oftalmologistas. Os principais atendimentos que faremos serão o exame de fundo de olho, úlcera de córnea, que pode até levar à cegueira - e fazer toda a parte preventiva. Esse trabalho nos faz bem e o retorno de ver as pessoas sorrindo compensa todo o esforço”, destacou Delfino Neto.

Doação de alimentos

A organização do Rally Piocerá também fará doação de aproximadamente quatro toneladas de alimentos arrecadadas dos competidores entre os dias 20 e 21 de janeiro, durante as vistorias, em Teresina, Piauí. As cestas básicas serão doadas para duas comunidades filantrópicas. Uma é o Lar da Esperança, que hospeda e auxilia em sua sede, em Teresina, pessoas carentes portadoras do vírus HIV. A outra é a Fazenda da Esperança, comunidade terapêutica de recuperação de dependentes químicos, situada em Campo Maior, ao Norte do Piauí, município rota do rali.

A Fazenda da Esperança foi fundada apenas quatro anos, porém ela faz parte de uma rede, criada no estado de São Paulo e que existe mais de 30 anos em pelo menos 10 países. O coordenador da entidade filantrópica de Campo Maior, Jonas Oliveira Silva, disse que “essa doação chegará em boa hora, pois a casa depende da boa vontade das pessoas”. Ele informou que assim que terminar a ampliação física da casa, mais pessoas, do sexo masculino, serão recebidas. Álcool e crack são os principais problemas enfrentados pelos internos e o tratamento dura em torno de um ano.

 

Márcia Cristina
Aldeia Com.

Notícias mais recentes

05/03/2021
Consórcio Honda apresenta série de vídeos do Rally Piocerá 2021
19/02/2021
Jomar Grecco, uma história de persistência
31/01/2021
Rally Piocerá 2021 consagra grandes campeões nas motos
31/01/2021
Campeões dos carros, quadriciclos e UTVs comemoram conquista do Rally Piocerá 2021
31/01/2021
Bikes: Edição história de 20 anos da modalidade no Rally Piocerá termina com grandes emoções