A etapa do Rally Piocerá de hoje (26) foi emocionante para a categoria das motos. Os competidores iniciaram o percurso em Barreirinhas-MA inda até Parnaíba-PI. Logo no início as dunas dos Pequenos Lençóis Maranhenses, os competidores encontraram um cenário magnífico.

Muitos moradores da região subiram as dunas para ver de perto as motos e toda a caravana do maior enduro de regularidade da América Latina. Cada moto que passava, a galera delirava.

Mas se no início foi tudo tranquilidade, no final dos pequenos lençóis muitos competidores se deram mal, atolaram e perderam segundos e até minutos preciosos.

O campeão de ontem da categoria Over 40, o paranaense Pericles Dutra da Equipe Corona Racing, atolou e perdeu muito tempo tentando arrumar sua motocicleta. “Eu vinha na frente, tava tudo perfeito,aí entrou água no motor. Nós desmontamos, viramos a moto de cabeça pra baixo. Sei que me dei mal agora, mas nada está perdido, declarou o piloto referindo-se a segunda etapa da prova que começava Barro Duro ainda no estado do Maranhão.

Alisson Júnior, baiano da Equipe Papaléguas teve que abandonar a etapa. “No início das águas o rolamento da roda traseira da minha motocicleta começou a estragar. Uma pena, mas esta etapa, já era.”

No mesmo local, o um dos carros de apoio de Dário Júlio e Sandro Hoffmann, atolou comprometendo o apoio dos pilotos na cidade de Paulino Neves-MA.

Segundo o Comissário da Confederação Brasileira de Motociclismo(CBM), André Alcantara, o dia foi muito técnico e os pilotos tiveram de demonstrar habilidade de pilotagem e muito cuidado na navegação, pois nos lençóis maranhenses, as referências físicas eram mínimas e a organização teve o cuidado de fazer toda a sinalização com bumps.

No finalzinho da prova, uma descida por uma veredinha e um laço deixou muito piloto “tonto” foi o caso de Guilherme Cascaes, piloto de Santa Catarina, integrante da equipe CV Racing, que se enrolou todo no laço e acabou levando junto Albert Miura, Piauiense da equipe Solnascente Honda.

Quem pareceu bastante irritado com o mesmo trecho foi o presidente da Federação de Motociclismo do Piauí que perdeu um tempo tendo de refazer todo o trecho.

Lembram do Péricles Dutra, do início da matéria e de Severino Filho, o Piauiense que perdeu o pneu na etapa de ontem? Pois é... estavam bem confiantes no final da prova que terminou  em Parnaíba-PI, num dos mais belos cartões postais do litoral piauiense, o Porto das Barcas.

O terceiro dia, quinta-feira,27, será entre Parnaíba-PI e Ubajara-CE, a largada será pelo lado sul da bela Lagoa do Portinho, em Parnaíba, seguindo por estradinhas de areia existentes no meio da mata natural, até a cidade de Bom Princípio-PI. A etapa seguinte até Ibuaçu ou “Ubatuba”, já no Ceará, será marcada por estradinhas de terra e cascalho, mudando completamente o tipo de terreno e piso. Em seguida, os competidores começarão a subir a será da Ibiapaba e chegarão a 598 metros de altitude, com muitas veredinhas, subindo e descendo trilhas no meio das plantações de bananeiras. De Viçosa do Ceará até Tianguá, mais trilhas e um “subidão pra deixar gente de orelha em pé”. Após Tianguá, muitas veredinhas e pegadinhas escolhidas a dedo até a chegada no Parque de Exposições de Ubajara-PI.

Izabel Lins

Aldeia Com.

Notícias mais recentes

26/05/2020
Rally Piocerá lança 34ª edição para 2021 entre Piauí e Ceará
22/05/2020
É hoje o lançamento oficial da 34ª edição do Rally Piocerá.
01/02/2020
Confira quem são os campeões nos carros, quadriciclos e UTVs do Rally Cerapió 2020
01/02/2020
Rally Cerapió define campeões das motos na 33ª edição da competição
01/02/2020
Conheça os campeões da prova de bikes do Rally Cerapió 2020