Ele pode ser considerado um herói nacional, pois decidiu deixar o Brasil e a família para ajudar na reconstrução de um dos países mais destruídos pela guerra civil, o Timor Leste, na Ásia, muito, muito distante daqui. Seu nome: José Willame Vitoriano Matias. Função: Coronel da Polícia Militar do Distrito Federal. Idade: 50 anos, completados em 1º de janeiro de 2011. Sua paixão: trilhar em moto e participar de uma aventura em especial: o Rally Piocerá/Cerapió, a qual participa desde 1990. E ele vai participar. O seu recesso para rever os três filhos, em Brasília, (é divorciado), terá um sabor especial e muito esperado: participar do raly e ainda voltar à sua terra natal, o Ceará. E já tem até equipe: a Gil Motos, uma das maiores do Piocerá com dezenas de pilotos inscritos de vários estados.

            Apesar de estar trabalhando na ajuda humanitária que diversos países também estão engajados para ajudar o povo sofrido do Timor Leste, por meio da Organização das Nações Unidas (ONU), por mais de um ano, ainda assim ele resolveu encarar as trilhas do maior rally de regularidade da América Latina, de 23 a 29 de janeiro, entre Piauí, Maranhão e Ceará.

“Comprei uma moto exatamente para participar dessa edição, pois quando terminar a prova eu pego o avião e retorno de volta para o Timor Leste pra continuar meu trabalho, previsto para terminar em junho de 2011”, explicou. Embora seja um cearense arretado, há 24 anos ingressou na Polícia Militar do Distrito Federal, onde chegou ao posto de coronel.

      Timor Leste é a parte leste da ilha do Timor (a parte oeste pertence à Indonésia) localizada ao norte da Austrália e a oeste da indonésia, distante duas horas de voo para a ilha de Bali (uma das mais famosas da Indonésia). A Ilha do Timor fica localizada no Sul da Ásia e possui 265 km de comprimento por 92 km de largura, total de 18.997 Km2. Fisicamente pode ser vista ao norte da Austrália e está localizada no mesmo fuso horário do Japão (12h de diferença do Brasil). Segundo o Cel. Matias, o lugar é tão distante que são dispensados três dias de avião do Brasil para lá e dois dias no sentido inverso.

       Atualmente policiais de mais de 40 países atuam no trabalho de formação da polícia timorense, sendo 20 policiais do Brasil, preparando a força local para que eles possam assumir suas funções e responsabilidades de polícia. Além do coronel Matias, existem outros policiais oriundos de Pernambuco, Bahia, Alagoas, São Paulo, Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. “Tenho orgulho de estar ajudando no que posso aquele povo tão carente de mudanças por um futuro melhor”, destacou.

       Quanto ao Rally Piocerá, ele disse que se sente motivado. “Devido minha origem do Ceará e pela prova em si. Minha melhor classificação foi 6º lugar em 2009, quando escapou o troféu de quinto, devido a um pequeno tombo numa poça d’água, resultando que a moto demorou 30 minutos pra voltar a funcionar”, disse Matias, que competiu na categoria Over-40 em 2007/2008/2009 e neste ano, mas abandonou por quebra de motor. “Agora estou defendendo a criação da categoria Over-50. Já cheguei lá”, disse com graça. E por isso mesmo, decidiu se inscrever na categoria Moto Rally, que segue toda a trilha dos carros 4x4. “Durante todo esse ano estava sem andar de moto e aparentemente será mais light que as categorias normais”.

            Matias encontrou um jeito de definir seu amor pelo Piocerá: “Faço todo o possível pra não perder esta prova. Neste ano, eu estava me recuperando de uma cirurgia de joelho (ligamento), realizada em outubro de 2009, ou seja, no dia da largada estava apenas com três meses de pós-cirurgia, tanto é que quando a moto quebrou achei que foi graça de Deus (apesar de sempre querer terminar a prova) para me proteger de machucar novamente meu joelho”, resumiu. Ele gosta tanto de enduro e rally que já arriscou participar de outras competições no Distrito Federal e também no Campeonato Mineiro de Enduro de Regularidade.

        “Estou bastante feliz por retornar a Parnaíba (litoral piauiense e cidade de pernoite do roteiro) quando da minha segunda participação nesta prova que foi em 1994 quando minha moto quebrou (Agrale SXT) depois de Sobral (Ceará). Meu amigo de Brasília caiu, se machucou e me emprestou a moto dele (uma KDX 200) com a qual eu terminei os dois últimos dias na categoria novato e ganhei troféu de 10º colocado nos dois dias de prova. Minha primeira participação foi em 1990 de XLX 350 (de rua) com pneus originais e sem nenhum apoio, no maior sufoco do mundo, mas saí de Fortaleza e cheguei em Teresina que aquela data era o grande objetivo”, relembra.

       “Para 2011 espero primeiramente terminar a prova inteira, mas darei tudo de mim pra chegar na melhor posição que me for possível, é claro, sempre competindo com garra, lealdade e camaradagem para fazer novos amigos e ter novas alegrias”, falou tudo.
     

       O Piocerá já conta com mais de 400 competidores inscritos entre as modalidades Bike, Moto, Carro 4x4, Cross Country e Quadriciclo. As inscrições podem ser feitas pelo site: www.piocera.com.br. Patrocínio:Governo do Estado do Ceará; Co-patrocínio: Honda e Prefeitura Municipal de Teresina; Apoio: Wolksvagem-Amarok, Houston e Prefeitura Municipal de Parnaíba, Prefeitura Municipal de Ubajara e Prefeitura Municipal de Jijoca de Jericoacoara. Colaboração: Sebrae, Associação Empresarial de Barreirinhas-MA, Prefeitura Municipal de União - PI, Prefeitura Municipal de Miguel Alves - PI, Prefeitura Municipal de Brejo - MA, Prefeitura Municipal de Araioses - MA, refeitura Municipal de Tutóia - MA, Prefeitura Municipal de Paulino Neves - MA e Prefeitura Municipal de Granja - CE.

 

Márcia Cristina
Aldeia Com.

Notícias mais recentes

29/06/2020
Mulheres dominam Live exclusiva para elas do Rally Piocerá/Cerapió
22/06/2020
Conversa de campeões marca Live com o pessoal dos carros e UTVs do Rally Piocerá/Cerapió
15/06/2020
Terceira Live do Rally Piocerá/Cerapió reúne integrantes das motos e quadriciclos
05/06/2020
Bate-papo com galera das bikes agita os canais do Rally Piocerá/Cerapió
26/05/2020
Rally Piocerá lança 34ª edição para 2021 entre Piauí e Ceará