Teresina (PI) – As dificuldades impostas a pilotos e navegadores ao longo dos 1.300 km de trilhas e também aos bikers que pedalaram 312 km, durante o 29º Rally Cerapió, transformaram-se em alegria quando cada um deles chegou a Teresina. A edição foi considerada pelos competidores uma das mais desafiadoras da história da prova, que neste ano recebeu participantes de todas as regiões do País.


Nos carros, os vencedores da principal categoria, a Master, foram Renato Martins e Enedir Junior, que garantiram o bicampeonato. Charles Rabelo e Renan Felix foram os melhores na Graduados, Andre Macedo e Luan Duarte na Júnior e Marcio Botelho/Leandro Vieira na Turismo.


Na disputa de motos, sagraram-se campeões Wesley Antunes de Macedo, na categoria Master, Pedro Emilio Tajra Ferreira (Sênior), Luiz Lobão Castelo Branco Filho (Executivo), Sandro Hoffmann (Over 40), Pericles Dutra (Over 50), Alexandre Souza Negreiros (Junior), Alexandre Aguiar de Carvalho (Novato) e Jose Eduardo Sena, na Moto Rally.


“Neste ano, nós tivemos de enfrentar muitas trilhas diferentes, além de dar o nosso melhor nos vários laços e balaios ao longo do percurso e em todos os dias de prova. Faço uma avaliação positiva da minha participação e agora é treinar para buscar os próximos títulos”, afirmou Macedo, o Alemão.

{
A prova de quadriciclos consagrou Artur Teixeira de Carvalho Jr, na categoria Graduados, e George Ximenes Souza Girão, na Novatos. “Treinei bastante para o Cerapió. Avalio minha participação como muito positiva e o resultado é fruto do meu trabalho”, disse Carvalho Jr.


Nos UTVs, a vitória ficou com as duplas Lucas Araujo Barroso / Breno de Almeida Rezende, na Graduados, e Renato Adams Albuquerque / Pedro Serra Neto, na Novatos.


Pedal
 – Nas bikes, Joana Eleodora Nóbrega e Daniel Zóia foram os campeões gerais e da Elite. Na disputa por categorias, Weber Rodrigo Gomes Silva foi o primeiro na Master A1, Thiago Drews Elias faturou a Master A2, Jovenal Batista da Silva, a Master B1; Eduardo Machado da Silva, a Master B2; Dorivaldo Correia de Abreu, a Master C1; Valdivio Nunes Messias, a Master C2; Werner Wind, a Veteranos; Francisco Alberto de Souza, a Sub 30, e Venilda Eli,a Master Feminino.


“Este foi o Cerapió mais difícil que eu já disputei em seis anos de participação. A primeira etapa foi a mais desafiadora e, mesmo sendo um terreno em que sou acostumada a treinar, tive bastante trabalho. Além disso, a Sofia (Subtil) foi uma grande concorrente e me colocou à prova todos os dias. Foi uma pena ela não ter largado na última etapa”, afirmou Joana.

Notícias mais recentes

11/10/2020
Começa o levantamento do percurso das Bikes para o Rally Piocerá 2021
02/10/2020
Organização do Rally Piocerá realiza visita técnica nas cidades da edição 2021
11/08/2020
Lives do Rally Piocerá/Cerapió contam com representantes do Piauí e Ceará
29/06/2020
Mulheres dominam Live exclusiva para elas do Rally Piocerá/Cerapió
22/06/2020
Conversa de campeões marca Live com o pessoal dos carros e UTVs do Rally Piocerá/Cerapió