Programação Bikes -  Rally Piocerá 2021

26/1 - terça-feira - Teresina (PI)
Vistoria técnica, briefing virtual e largada promocional

27/1 - quarta-feira – 1º dia

Bikes – Circuito em Piripiri (PI) – 109 km, com 1.530 m de ascensão
O dia começa com uma trilha fechada em meio do Parque Nacional de Sete Cidades, onde será possível ver inúmeras pinturas rupestres pintadas pelo homem primitivo há cerca de 6.000 anos. De lá, a prova entra no Sertão e passa por trilhas muito antigas, porém inéditas para a maioria. Terá de tudo: veredas, piso natural, cascalhos, piçarra, muitas subidas técnicas e descidas incrimes. Na chegada, um refrescante banho no Açude Caldeirão brindará o dia.

28/1 - quinta-feira – 2º dia

Bikes - Circuito em Guaraciaba do Norte (CE) - 83 km, com 1.700 m de ascensão
O Urubu Eco Parque, um paraíso ecológico será o local da arena de largada e chegada do segundo dia. A prova começa com um "Single Track" alucinante pela costa da Serra até chegar em uma trilha histórica usada pelos tropeiros e jesuítas que colonizaram a região no século XVIII. Na sequência, os atletas encaram uma descida de serra até chegar no sertão, com variação de temperatura e altitude. Por fim, o momento da subida de volta, com piso firme, que proporciona uma forte tração.

29/1 - sexta-feira – 3º dia

Bikes – Santa Quitéria (CE) a Canindé (CE) - 81 km, com 1.550 m de ascensão
O cenário da prova muda completamente, ao adentrar no sertão a caminho de Canindé (CE). A trilha começa por estradinhas de piso natural, que se alterna com cascalho e às vezes um pouco de piçarra. No geral, será uma trilha de médias altas e passará por sítios, fazendas e alguns açudes. A vegetação predominante é a caatinga, ou seja, será muito sol na “moleira”. Depois de muita trilha e 1.550 metros de altimetria acumulada, os atletas finalmente chegam em Canindé, terra de muita fé e com a maior romaria franciscana da América Latina.

30/1 – sábado – 4º dia

Bikes – Guaramiranga (CE) a Maranguape (CE) - 83 km, com 1.450 m de ascensão
O último dia começa com subidas, seguindo pela zona rural da cidade cruzando muitas vilas, sítios e povoados. Será uma verdadeira “gangorra” de ladeiras de terra batida, às vezes calçamento ou mesmo asfalto.  Os atletas passarão por muitos lugares bonitos, além de um visual encantador do Maciço de Baturité. A descida de serra continua por estradinhas de terra. Será uma etapa rápida, com médias altas. O último desafio será atravessar a Serra da Aratanha, em uma trilha que é uma vereda, que leva a uma subida que parece não ter fim. Uma sequência de descidas rápidas levarão os atletas a cruzarem a linha de chegada.

Notícias mais recentes

22/01/2021
Rally Piocerá 2019 fecha com laboratório Bioanálise para realização de testes da Covid-19
21/01/2021
Goodyear é patrocinadora oficial do Rally Piocerá 2021
18/01/2021
Audax apoia pelo sexto ano consecutivo o Rally Piocerá
16/01/2021
Faltam 10 dias para o início do Rally Piocerá 2021
14/01/2021
Rally Piocerá reúne grandes competidores nacionais das duas e quatro rodas